FNCE REÚNE CONSELHEIROS DE TODO O BRASIL EM BELÉM

Uma representação de 17 Conselhos Estaduais de Educação de todo o Brasil, além de 21 conselhos municipais de educação do Pará estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira, 13, no auditório da Associação Comercial do Pará- ACP, participando da plenária da região Norte, do Fórum Nacional de Conselhos Estaduais de Educação e do Distrito Federal- FNCEE. O encontro que encerra nesta terça-feira, começou desde a última sexta-feira, 10, com a audiência nacional da BNCC.

Na abertura de hoje, representantes dos estados do Amazonas, Amapá, Rondô0nia, Roraima, Pará e Tocantins compuseram a mesa, assim como o presidente do FNCEE, Álvaro Moreira, a secretária de Educação Básica, do MEC, Kátia Stocco Smole, o consultor do Fórum Francisco Cordão, o secretário adjunto de Ensino, da Seduc/PA, José Roberto da Silva, a promotora do MPE, Dra. Maria da Graça Cuunha, o diretor de operações do SESI, Rafael Barbosa e a presidente do Conselho Municipal de Educação de Bragança, representando a Uncme/estadual.

A profª Suely Menezes, presidente do Conselho Estadual de Educação do Pará saudou os participantes e elogiou o esforço de cada um para estar presente na reunião que tem em sua pauta, “temas relevantes para a educação que pretendemos construir ao longo de todos esses anos”, disse a presidente. “Para nós é de extrema importância que dos 24 estados brasileiros, 17 se fazem presentes em nossa reunião, além dos 21 conselhos municipais do nosso estado”, elogiou.

Em seguida, houve a mesa redonda que tratou do tema “A regulamentação do Ensino Médio nos Estados”, da qual particparam a secretária da SEB/MEC, Kátia Stocco e o consultor Francisco Cordão, sob a coordenação do presidente do FNCEE, Álvaro Mreira.

WEB CONFERÊNCIA

A programação da tarde prosseguiu com a web conferência sob o tema “Educação Especial-Nova política de Atendimento em discussão”, proferida diretamente do Mec, pela diretora de Políticas de Educação Especial da SECADI/MEC, Patrícia Neves Raposo, sob a coordenação da presidente do CEE/PA, profª Suely Menezes, que completou a palestra falando do documento que vem sendo elaborado por especialistas da área.

Conselheiros discutem a construção de currículos

A secretária de Educação Básica do MEC, Kátia Stocco tem afirmado desde a abertura da reunião plenária do FNCEE que o MEC não constrói currículos, e que esta é tarefa dos estados e municípios. 

No segundo dia da reunião do FNCEE/Norte, a discussão começou pela palestra “Educação mediada pela tecnologia:metodologia para áreas remotas”, proferida pela conselheira Rosimar Sini, do CEE/Amazonas, em mesa coordenada pelo vice-presidente do CEE/Tocantins, Josiel Gomes dos Santos.

Em seguida foi a vez do diretor da DICEI/MEC, Raph Gomes Alves falar sobre as “Orientações para construção dos currículos em articulação federativa” explicando de como isso deve acontecer de forma articulada com o MEC, tendo como coordenadora de mesa, a presidente do CEE do Amapá, Madalena Mendonça. Em seguida, ocorreu a reunião plenária dos Conselhos Estaduais de Educação da região Norte, onde foi discutida e aprovada a Carta de Belém. 

Fonte:Ascom/CEE